top of page
  • Foto do escritorHugo Crema

Qual é a diferença entre inglês jurídico e inglês avançado? | HCM News 4

Qual é a diferença entre inglês jurídico e inglês avançado?





Esse é ponto é bem polêmico. Pessoalmente, acredito que, embora haja tentativas de quantificação do conhecimento linguístico é muito difícil conceituar o que é domínio avançado do idioma.


O que significa ter domínio avançado do português, por exemplo?


Em minha trajetória em sala de aula, acabei vendo que cada escola adota critérios mais ou menos arbitrários de nivelamento. Pedagogicamente, vejo que básico, intermediário e avançado são etapas de cursos de inglês. O cumprimento das etapas dificilmente garante o domínio no idioma.


A divisão que eu proponho é voltada para o uso e função da língua:

  1. Aprendiz: básico, intermediário e "avançado";

  2. Independente: o estudante tem autonomia em situações de comunicação e consegue gerir seu aprendizado sobre o idioma.

  3. Proficiente: o estudante tem plena desenvoltura em situações profissionais e acadêmicas, além de gerir o aprendizado sobre sua área de atuação profissional em seu segundo idioma.

O inglês jurídico se situa no nível proficiente. A divisão que eu proponho não é estanque ou linear, ou seja, um estudante "intermediário", pode trabalhar em direção à proficiência. Isso é verdade especialmente porque o inglês jurídico é um uso transacional, ad hoc, do idioma para negociações, contratos e captação de clientes.

O estudante, muitas vezes um profissional e já adulto, que se considere "intermediário" não precisar passar a aula jogando jogos ou lendo "literatura adaptada". Independentemente de nível, com a orientação adequada, o estudante é plenamente capaz de produzir uma cláusula contratual em inglês, um projeto de pesquisa simples, um currículo, etc.

4 visualizações

Commentaires


Inscreva-se e receba a newsletter por e-mail

Informações registradas!

bottom of page