top of page
  • Foto do escritorHugo Crema

Escrita e persistência

Escrever todos os dias ajuda a melhorar a escrita e organizar o conhecimento




Introdução


Como qualquer habilidade, quanto mais você escreve, melhor fica. Com o tempo, é possível desenvolver questões como estilo, voz e, claro, gramática, vocabulário e proficiência escrita em geral. Escrever todos os dias ajuda a estabelecer boas práticas de gestão do tempo, do conteúdo, além de evitar bloqueios criativos.


Dentre os motivos para escrever todos os dias, encontro a organização do conhecimento e a melhora da minha própria escrita. Ao conversar com alguém, me parece útil já ter escrito sobre alguns temas e estruturado argumentos. O contrário também é verdade, conversando é possível levantar temas e opiniões e, posteriormente, estruturar idéias por escrito.


No texto abaixo, escrito pelo crítico de cinema Matt Zoller Seitz, temos uma comparação entre escrever e o atletismo. Isso remete à necessidade que muitos escritores relatam de ter persistência e profissionalismo para escrever. No caso, ter uma obrigação diária e um horário certo para escrever tem o efeito de naturalizar o ato de escrever.


Concordo. Para mim, escrever todos os dias tem a ver com encontrar algo sobre o que escrever. Independentemente de inspiração. Trata-se menos de escrever sobre o que se quer e mais sobre querer escrever.


Tento escrever todos os dias para desenvolver a musculatura. Tornar a escrita um hábito diário é crucial para melhorar as habilidades de escrita. Sento para escrever pela manhã antes das distrações do dia, por mais ou menos 1 hora. Acredito que é essencial escrever com propósito e intenção, ou seja com uma ideia clara do objetivo do texto, seja educativo, reflexivo, informativo ou persuasivo. Também é essencial publicar o que se escreve, tanto para formar um histórico de textos e idéias, quanto para receber feedback.


Em especial, o mais importante é ler de tudo. Ao ler ficção e não ficção, manuais, documentação e todo tipo de texto de várias épocas, aperfeiçoo um senso de estilo, tom, voz, pontuação, vocabulário, ponto de vista.


Confira abaixo alguns dos conselhos de Matt Zoller Seitz para jovens escritores. A versão em inglês foi publicada aqui.


Para entender mais sobre a intercessão entre economia, política e linguagem, assine nossa newsletter. Caso você precise agilizar traduções de documentos, contratos e pareceres, entre em contato.


Conselho a jovens críticos


  1. Escreva por pelo menos duas horas todos os dias, mesmo que você não publique. Escrever é como o atletismo. Quanto mais você pratica, mais forte e mais rápido você se torna. Tente chegar ao ponto em que você escreve melhor do que qualquer um que escreva mais rápido do que você, e mais rápido do que qualquer um que escreva melhor do que você. Se duas horas por dia parecem muito tempo, talvez você não queira realmente trabalhar com escrita e deveria buscar outra coisa.

  2. Seja o melhor que você puder. Aprenda com outros escritores, mas não os imite. Internalize suas lições e depois tente esquecer delas. Não tente escrever da maneira que você acha que deveria escrever. Não diga somente aquilo que você acha que deveria dizer. Escreva a verdade como você a enxerga. Não se preocupe em impressionar ninguém com sua erudição, estabelecer uma pauta, mostrar o quanto você pesquisou, ou qualquer coisa assim. Uma vez um editor me disse que você deveria tentar captar todas as coisas que você diria a um amigo depois de publicar e colocar isso no artigo. Eu concordo plenamente. Os textos que as pessoas mencionam anos ou décadas depois são os que eu escrevi com pressa, quando não havia tempo para me censurar ou polir o trabalho até a morte ou me preocupar sobre como eu poderia ser lido. Quanto mais honesta, pessoal e direta for sua escrita, mais popular ela será. Desde que você não esteja sendo racista, machista, desnecessariamente violento, ou cabeça dura, desde que você apoie seus argumentos em evidências extraídas do "texto" - isto é, o filme ou o programa de TV como aparece na tela - não há como você dizer algo "errado". Deixe o leitor ver que há um ser humano por trás de suas palavras, porque esse é o objetivo final ao escrever qualquer coisa: conectar-se com outras pessoas.



Comments


Inscreva-se e receba a newsletter por e-mail

Informações registradas!

bottom of page